Sucesso a longo prazo no Poker Online com estratégias vencedoras – inscreve-te já grátis!

As melhores estratégias Com a estratégia correta, o poker torna-se numa brincadeira. Os nossos autores mostram passo a passo como funciona.

As cabeças mais espertas Aprende em conjunto com os mais bem sucedidos jogadores de poker nos treinos ao vivo e no fórum.

Dinheiro de Poker Grátis A PokerStrategy.com é completamente gratuita. Para além disso espera-te dinheiro de poker grátis.

Já és membro da PokerStrategy.com? Faz o login aqui

EstratégiaSpecials

Não façam fold, perguntem! - FL: Situação complicada


» Não façam fold, perguntem!

Existem momentos na vida de qualquer jogador de poker em que a opinião fundamentada de um profissional é extremamente valiosa. Se seguirem o lema "juntos em vez de sozinho", podem agora saber a opinião fundamentada da nossa equipa profissional de conteúdos. Esta inclui o nosso chefe de conteúdos, Onkel Hotte (Fixed Limit), Sammy (No-Limit, SNG), Wishmaster (Fixed Limit, Real-Life-Poker).


Questão colocada por Emrah

Fixed Limit

PokerStars 5/10 Hold'em (5 handed)
Preflop: Hero is SB with K K
1 fold, UTG raises, 1 fold, Button calls, Hero 3-bets, BB caps, UTG calls, Button calls, Hero calls.

Flop: (16 SB) 2 3 3 (3 players)
Hero checks, BB bets, UTG raises, Button 3-bets, Hero caps, BB calls, UTG calls, Button calls.

Turn: (15 BB) A (3 players)
Hero?

Jogador que faz o raise inicial desconhecido, o coldcaller é fishy e os que fazem 3-bet TAG. A acção no flop diz: Ou eu estou batido contra AA ou então bem distanciado na liderança contra pocket pairs mais pequenos. Um ás sozinho faz pouco sentido.

Como é que se deve jogar no turn? Eu gosto de ter value quando tenho pockets, e não gosto de jogar bet/fold neste grande pot. O check/call também não me parece bem, porque estamos num pot 4-handed e eles têm provavelmente um total de 6 outs contra mim. É uma situação muito complicada.

 

Resposta do OnkelHotte

É realmente uma situação muito complicada. Vamos dar uma vista de olhos por todas as streets e ver em que posição é que nos encontramos.

Preflop
O pré-flop é bastante fácil. Não existe nada que possamos fazer de errado com KK nesta situação. :)

Flop
A primeira questão aqui é: Apostar ou C/R. Apesar de toda a acção-Cap, nós conseguimos acertar num flop de sonho para KK. Nesta board quase todas as mãos que no pré-flop fizeram cap vão fazer uma continuation bet. O herói pode assim armar uma ratoeira a todos os jogadores fazendo C/R.

Nota: Cap = Fazer o número máximo de raises numa ronda de apostas.

OnkelHotte
Dr. rer. nat. Tobias Georgi, também conhecido como Onkel Hotte, coordena todo o trabalho na secção de educação da PokerStrategy. Ele é bem conhecido na comunidade como sendo um jogador dedicado e apaixonado pelo jogo, bem como um jogador de sucesso de Fixed-Limit. É também conhecido pelos seus seminários educacionais da PokerStrategy.

Será que isto faz sentido? Não. O princípio da protecção (vejam o artigo: Protecção (é preciso estatuto de ouro)) também se aplica em situações de pots monstruosos. Vamos assumir, a BB aposta, os outros dois fazem call e o herói faz C/R. Neste caso o herói ofereceu aos seus adversários pot odds de pelo menos 21 para 1. Por isso, qualquer mão com 2 outs = qualquer pocket pair pode fazer call correctamente. Além disso, qualquer ás (3 outs) pode continuar na mão sem estar a cometer nenhum erro. Ao fazer C/R, o herói eliminou todas as suas hipóteses de fazer qualquer tipo de protecção.

Contudo, se o herói fizer uma aposta, a BB ainda vai fazer raise de muitas mãos tipo TT-QQ. Neste caso os adversários vão ter 19 para 2 = 9.5 para 1. Só agora, é que podem ser feitos erros maus por parte dos adversários, e os ases simples precisariam de pelo menos 15 para 1 em pot odds. Isto quer dizer que os adversários nesta situação podem fazer fold = desistindo de alguma equity ou então podem fazer calls incorrectos.

Conclusão: A melhor forma para se jogar no flop é de fazer simplesmente donk para o capper que fará a protecção para o herói.

Ok, o herói fez Check/Cap, e a questão original era como continuar a jogar no turn. Para que possam decidir melhor, têm que calcular se o herói ainda continua a ser o favorito depois da acção no flop.

Para tomarmos esta decisão temos que atribuir ranges aos adversários. Isto não é nada fácil, mas têm que tentar mesmo assim. Os ranges podem ser algo deste género:

MP3: 22+, ATs+, KJs+, QJs, JTs, T9s, AJo+
Button : 22-TT, AQs-A3s, K8s+, QTs+, J9s+, T8s+, 98s, 87s, 76s, AQo-ATo, KTo+, QJo
BB: 99+, AQs+, Ako

Os ranges do MP3 e do botão não são na verdade relevantes neste cenário, porque eles só devem ter outs se tiverem na mão um ás ou um pocket pair. Muitas outras mãos como JTs estão no flop praticamente a jogar uma mão que já não podem ganhar.

No flop conhecido, o herói tem um equity monstruoso de cerca de 75%. A questão agora é saber, o quanto é que a acção no flop alterou o equity e se o herói ainda continua como favorito na mão depois da carta do turn. Ao atribuir os ranges só olhando para a acção é óbvio que não é fácil.

A questão é: Será que alguém tem na mão um ás?

Resposta: Não podem na realidade colocar essa hipótese de lado. É difícil de imaginar, mas a BB pode ter na mão AKs ou AKo. O jogador apenas apostou no flop, e é provável que ele faça coldcalls a 3-bets do cap, porque ele consegue atribuir correctamente a si mesmo 6 outs (+ possível backdoor flush draw) se estiver a jogar contra 3 pocket pairs mais pequenos que os reis. Por isso mesmo temos que estar atentos se na BB pode estar um AK. A BB no flop tinha 26 para 3, aproximadamente 9 para 1. Com AKs, um call no flop não seria assim um erro tão grande.

Na minha opinião, o MP3 pode ter na mão qualquer pocket pair ou mesmo A3s, A3o. O mesmo se aplica para o botão. Para a BB, o range permanece o mesmo depois da acção no flop como estava antes do flop, porque ele ainda pode ter na mão AK.

Com os ranges possíveis que estão a ver o flop, o equity do herói será algo deste género. Eu deixei o Monte Carlo aproximar os valores, porque uma análise total 4-handed demoraria demasiado tempo.

Board: 2 3 3
Dead:

Equity Won Draw Lost Hand
Spieler 1: 24.607 % 23.500 % 2.216 % 74.284 % 22-AA,A3o,A3s
Spieler 2: 21.625 % 20.421 % 2.411 % 77.169 % 55-AA,A3o,A3s
Spieler 3: 34.187 % 30.700 % 6.974 % 62.327 % KK
Spieler 4: 19.581 % 17.115 % 4.934 % 77.951 % AK,AA,KK,QQ,JJ

O herói está muito na frente, mesmo depois da acção no flop. Se colocassem também na mão do botão 54, o herói estaria nos 30%.

A questão critica é saber nesta altura, até onde é que a carta do turn alterou a equity do herói. No entanto existe uma coisa que é muito clara. De acordo com Bayes, o facto de no turn ter aparecido um ás, a probabilidade de alguém ter na mão AA vai descer. Um pocket pair pode ser feito a partir de 6 combinações, mas depois de o ás ter aparecido na board, só existem 3 combinações possíveis AA.

A análise-EQ no turn é algo deste género (desta vez, vocês podem calcular todas as combinações possíveis e determinar valores correctos)

Board: A 2 3 3
Dead:

Equity Won Draw Lost Hand
Spieler 1: 18,891% 18,398% 0,986% 80,616% 22-AA,A3o,A3s
Spieler 2: 15,457% 14,916% 1,082% 84,002% 55-AA,A3o,A3s
Spieler 3: 31,414% 29,164% 4,499% 66,337% KK
Spieler 4: 34,238% 32,667% 3,143% 64,191% AK,AA,KK,QQ,JJ

Podem ver aqui que o EQ do herói não se altera muito, porque o ás que apareceu tornou a probabilidade de existir um AA muito menor e só pode ter ajudado a BB se ele tiver na mão AK.

Se acreditarem que a BB fez coldcall do flop com AK e um backdoor flush draw, só ficam a restar duas combinações de AK - A K ou A K. AKs de já não é possível depois da carta do turn.

Resultados:

Board: A 2 3 3
Dead:

Equity Won Draw Lost Hand
Spieler 1: 18,994% 18,400% 1,188% 80,412% 22-AA,A3o,A3s
Spieler 2: 15,942% 15,290% 1,304% 83,406% 55-AA,A3o,A3s
Spieler 3: 40,005% 37,090% 5,830% 57,080% KK
Spieler 4: 25,059% 23,073% 3,971% 72,956% AA,KK,QQ,JJ,AcKc,AsKs

O EQ do herói sobe para >40%. Se não tivéssemos colocado a BB no flop com AK na mão, a situação seria algo deste género:

Board: A 2 3 3
Dead:

Equity Won Draw Lost Hand
Spieler 1: 19,023% 18,401% 1,244% 80,356% 22-AA,A3o,A3s
Spieler 2: 16,076% 15,393% 1,365% 83,241% 55-AA,A3o,A3s
Spieler 3: 42,372% 39,273% 6,197% 54,530% KK
Spieler 4: 22,530% 20,430% 4,200% 75,370% AA,KK,QQ,JJ

Se não estiver na BB o AK, o herói atinge os 42% de equity. Podem ver aqui que a questão se o herói é ou não favorito na mão está dependente se a BB tem ou não na mão AK. Através do ás no turn, a equity do herói ainda sobe devido às razões já mencionadas anteriormente, porque o ás faz com que seja menos provável que alguém tenha na mão AA.

Já perguntei a alguns jogadores o que é que eles teriam feito se estivessem na BB com AKo no flop depois do cap. Alguns disseram que teriam feito fold, e por isso não podem assumir que a BB tivesse AKo neste cenário. Recapitulando podem dizer o seguinte:

- O EQ do herói no turn é em qualquer dos casos acima da média.
- O herói ou é um underdog por pouca diferença, ou então é o grande favorito, dependendo de como a BB vai jogar AK.

A jogada no turn resulta:

O herói faz check? Se toda a gente fizer check, o herói vai oferecer uma freecard para o máximo de 6 outs, se toda agente tiver na mão um pocket pair. O pot no turn é de 15 BB. Os 6 outs custam ao herói aproximadamente 2BB (6/46 x 15 BB). Além disso, o herói oferece uma value de 3 BB, porque ele normalmente continuará a ter a melhor mão. A única vantagem de fazer check é a de que o herói pode fazer fold da mão sem ter que pagar mais dinheiro se a guerra dos raises continuar no turn também. Contudo, ele não deve arriscar uma freecard nesta situação ou desperdiçar qualquer value.

Apesar de o herói não ser o mais favorito, ele deve apostar aqui automaticamente.

As razões:
  • Mesmo que só exista uma pequena hipótese de a BB fazer fold de AK no flop, o herói daria um salto em termos de equity no turn e continuaria favorito.
  • Uma freecard custaria ao herói 2 BB, se ele tiver a melhor mão. Se o herói tiver que enfrentar um raise no turn, só lhe iria custar mais uma BB extra.
  • O herói tem também no river uma valuebet se os adversários só fizerem call no turn. Se tiverem uma valuebet no river depois de terem apostado no turn, então devem fazer sempre a aposta.

Por isso: O herói aposta ... mas o que é que deve fazer se alguém fizer raise?

O herói teria pot odds de 18 para 1 se alguém fizesse raise no turn. O herói pode até fazer call para setvalue mesmo que já não tenha grandes hipóteses de vencer. Se alguém fizer raise da mão, recebe um call, e também vai receber um call no river de 1 BB para ver o showdown. Fazer fold da possível melhor mão nesta situação só faria com que aumentassem o número de pacientes no psicologista.

O herói só pode começar a pensar em fazer fold desta mão se ele fosse confrontado com duas apostas ao mesmo tempo. Por exemplo, se o herói enfrenta-se um raise e um 3-bet, ele teria que fazer fold.

Estando sentados no meio da acção, o showdown poderia custar mais 7 BB. O tamanho final do pot seria de 35-40 BB e o herói teria que ganhar pelo menos uma em cada 5 ou 6 vezes, o que não seria suficiente para este investimento.

Se todos os adversários apenas fizerem call no turn, o herói deve apostar com qualquer carta que apareça no river. Em média, ninguém terá conseguido até aí acertar no seu set e nos pots monstruosos, os adversários fazem call de qualquer forma só para verem as cartas.

Fazendo então um resumo muito curto:
O herói aposta no turn e paga 3 BB no máximo nas grandes streets! ;)

Cumprimentos, Hotte


 

Comentários (3)

#1 SauloFRoes, 03.09.08 14:11

Texto de grande ajuda! Obrigado

#2 prfpoker, 03.02.10 03:50

Qual o tamanho da aposta no turn???<br />

#3 pporsche, 12.02.10 09:38

#2<br /> <br /> Estamos a falar de uma mão Fixed Limit, o valor da aposta é sempre o mesmo!<br /> <br /> Abraço,<br /> Paulo "pporsche" Moreira