Sucesso a longo prazo no Poker Online com estratégias vencedoras – inscreve-te já grátis!

As melhores estratégias Com a estratégia correta, o poker torna-se numa brincadeira. Os nossos autores mostram passo a passo como funciona.

As cabeças mais espertas Aprende em conjunto com os mais bem sucedidos jogadores de poker nos treinos ao vivo e no fórum.

Dinheiro de Poker Grátis A PokerStrategy.com é completamente gratuita. Para além disso espera-te dinheiro de poker grátis.

Já és membro da PokerStrategy.com? Faz o login aqui

EstratégiaNo-Limit BSS

No Tilt - Parte 2

» COLUNA

 

No Tilt - Parte 2

por MiiWiin

Na semana passada abordamos neste tópico a entrada em "tilt" e tentamos procurar actividades preventivas para que isso não acontecesse. Focamos principalmente a nossa atenção na preparação e na atitude, bem como na selecção de mesas.

Hoje vamos abordar a regra "down-rule" bem como os problemas de gestão da bankroll e os seus efeitos no nosso comportamento em "tilt". Iremos também abordar outros factores que mais tarde falaremos.

DOWN-RULE

Se conseguirem perceber que estão próximos de entrar em tilt, é costume ajudar a ultrapassar essa fase o facto de colocarem um limite nas vossas perdas. Se chegarem a esse limite, simplesmente abandonam a mesa.

Isto não tem nada a ver com os swings: "Hoje não é o meu dia, estou com muito azar..." não conta.

Se forem capazes de controlar o tilt, podem como é lógico abdicar desta regra. Mas quem é que é capaz de afirmar que nunca entra em tilt?

Na minha opinião, uma down-rule de 3 stacks é razoável. Apesar de isto parecer algo conservador, sigo esta regra à risca mesmo não entrando em tilt facilmente. Se eu perco mais do que 3 stacks numa sessão, eu simplesmente abandono a sessão!

A questão não é simplesmente sobre se joguei mal ou se tive azar. É claro que podia enfrentar ases com os meus reis na primeira mão ou então perder um set contra outro set ou mesmo top two pairs num pot unraised contra um straight. Posso estar convencido que joguei as mãos da forma mais correcta possível. Sei que estas mãos foram grandes "azares" ou bad beats. Claramente que não havia nada que eu pudesse fazer, pois sei que isto faz parte do poker.

No entanto a questão que eu coloco é: Como é que perco a quarta ou quinta stack? Será que ainda vou estar a jogar o meu melhor jogo na quarta decisão difícil que vou enfrentar, apesar de ter tido alguma infelicidade nas últimas três decisões que tomei? Será que vou estar influenciado pelo facto de já ter perdido 3 stacks? Irei começar a jogar situações marginais em demasia? Será que vou forçar a minha própria sorte? Qual é o mal em abandonar a sessão para analisar as mãos novamente e começar assim a jogar mais tarde com a cabeça mais fresca?

É difícil jogarem o vosso melhor depois de terem sofrido estes contratempos. Talvez não seja um tilt óbvio. O tilt pode se estar a formar quando temos decisões marginais e dificeis no pré-flop e que se tivessemos uma cabeça fresca teriam sido muito mais fáceis de avaliar. De repente vão estar colocados em situações complicadas e a vossa stack está novamente a sofrer um rombo.

Muitas vezes ouvem as pessoas a dizer que tiveram muito azar numa determinada sessão. Eles colocam as suas mãos para discussão e depois descobrem que a sua última stack perdida foi perdida devido ao tilt. Quando descobrem este ponto, devem conseguir perceber e entender perfeitamente qual é que foi o vosso erro. Se eu perco uma stack por semana devido ao tilt, como é que isso vai afectar o meu winrate? Não quero abordar este tópico com exemplos matemáticos. Qualquer pessoa é capaz de calcular esse valor individualmente. Não devemos nós fazer tudo que está ao nosso alcance para evitar estas situações?

Se reconhecerem algo nestes exemplos, em que tiveram sessões que já tinham perdido 3 stacks e que acabaram por perder mais 2 stacks, então a aplicação desta regra pode ser muito vantajosa para vocês.

Contudo, esta regra não vos dá segurança apenas na sessão. Também vos irá dar alguma confiança antes mesmo da sessão começar. Muitas vezes lemos posts de pessoas que perderam 10 stacks numa sessão e estão agora completamente paralisadas.

Não acredito que a perda de 10 stacks se deve exclusivamente a falta de sorte, porque o jogo das pessoas difere muito do seu A-Game depois de terem perdido tantas stacks, e os seus níveis de concentração também já foram pelo cano abaixo. Eu não tenho este problema, porque eu utilizo religiosamente a "down-rule".

Não porque me ache melhor jogador do que os outros ou porque não considere que o tilt me afecte. É simplesmente porque depois de ter perdido 3 stacks eu abandono a mesa.

Sei desde o início: O pior que pode acontecer é perder um pouco mais do que 3 stacks (matematicamente é possível perder mais do que 3 stacks, porque só abandono as mesas depois de ter perdido mais do que as 3 stacks).

Pensamentos teóricos sobre o perigo de perder uma grande parte da minha bankroll não existem. É um tipo de auto-protecção que me ajuda a mim pessoalmente.

Vamos assumir que até agora ainda só perdi duas mãos, mas já consigo sentir dentro de mim aquela raiva de ter perdido. Sei que se perder outra stack agora, vou ter que abandonar a sessão. Olho para isso como um tipo de castigo. Desistir de uma sessão depois de apenas algumas mãos jogadas não é nada bom para mim (mas é algo que é necessário). Nunca coloco por isso em perigo a minha terceira stack com riscos desnecessários. Sou forçado a jogar o meu melhor jogo! Se não for capaz de continuar a jogar o meu melhor jogo, a regra vai ser aplicada e vou abandonar a sessão.

Se os jogadores forem capazes de reconhecer este problema no seu jogo, só posso sugerir que tentem utilizar esta regra algumas vezes. Se tiverem que abandonar uma sessão devido a um pequeno tilt, não vão querer que isso aconteça novamente.

GESTÃO DA BANKROLL

A gestão da bankroll - bankroll management (BRM) - é um dos pré-requisitos básicos para se puderem tornar jogadores de poker profissionais. As melhores habilidades que uma pessoa possa ter no poker de nada servem se investirem todo o vosso dinheiro numa situação de moeda ao ar e depois perdem tudo. É claro que o facto de uma pessoa ter habilidade para jogar poker não é nada de mau, mas são vários os exemplos de pessoas talentosas que acabam por perder tudo em situações semelhantes à descrita.

Não queremos estara a abordar os aspectos matemáticos mas reparem como o BRM está sempre relacionado com o tilt. Um conselho normal é: Qualquer pessoa que entre muitas vezes em tilt deve ter uma BRM muito conservadora. Esta não é uma afirmação errada, mas também não é assim tão certa como parece.

Claramente que toda a gente percebe que perder uma stack com uma BRM conservadora vai ser menos doloroso do que perder uma stack com uma BRM agressiva. A questão que devem colocar é a seguinte: Será que a minha gestão de banca (BRM) influencia as minhas decisões na mesa?

As diferenças entre uma BRM conservadora e uma agressiva são óbvias: Com uma BRM agressiva eu subo rapidamente nos limites se tiver uma boa run, mas também desço rapidamente se perder algumas stacks. Muitos jogadores não conseguem aguentar esta mentalidade, porque pensam que é um defeito pessoal se descerem nos limites. Com uma BRM conservadora precisam de muito mais tempo para subir nos limites, mas podem por outro lado jogar durante mais tempo nesses limites e aguentar alguns downswings.

Então qual é que é o melhor? Ambos têm as suas vantagens e desvantagens. Se eu estiver num grande downswing com uma BRM agressiva, tenho que descer nos limites muito rapidamente. Se estiver numa downswing com uma BRM conservadora num limite alto, isso custaria-me muito mais. Será que me torno mais resistente ao tilt se tiver um défice de 10 stacks num limite mais elevado?

Além disso, correm o risco de não darem qualquer valor às vossas stacks. Por exemplo, se tiverem uma BRM de 50 stacks, podem perder rapidamente num curto espaço de tempo algumas dessas stacks sem pensarem muito nisso. Pensam sempre que ainda tem stacks suficientes. Mentalizam-se que mesmo que entrem em tilt, isso não vos irá custar muito. Tornam legitimo o facto de perderem algumas stacks assim sem mais nem menos. Eventualmente essas são slgumas das razões pelas quais devem ter uma BRM conservadora. Contudo, será isto o mais correcto?

O modo mais correcto seria ter uma BRM com a qual pensem que não podem ir à falência, com a qual possam subir nos limites, bem como descer. Nunca devem jogar muito acima nem muito abaixo das vossas possibilidades. Se acharem que a vossa BRM influencia o vosso jogo, têm que descobrir de que forma é que isso sucede. O que é que pode aumentar o risco de entrar em tilt? Se sabem que a vossa stack é um bem precioso porque é que pensam que têm stack suficiente para cometer erros? Talvez entrassem menos vezes em tilt se soubessem que cada stack que perdem tem o dobro desse mesmo valor. Ou talvez precisem da segurança que um grande número de stacks pode trazer.

Não existem respostas exactamente correctas para estas perguntas. Todos os jogadores têm que ser capazes de colocarem a si próprios estas questões.

Apenas mais uma coisa: Será que o risco de entrar em tilt não diminui se combinarmos uma BRM agressiva com a "down-rule" para que assim saibamos que não podemos perder mais do que 3 stacks numa sessão, e ao mesmo tempo reconhecendo que cada stack é muito valiosa e não deve ser colocada em risco em situações que não são nada vantajosas?


SEM PROVOCAÇÕES

Devia ser algo que qualquer pessoa percebesse automaticamente, mas infelizmente existem muitos jogadores que deixem os nervos tomarem conta do seu teclado e descarregam as suas frustrações no chat. Bastam algumas bad beats e alguns comentários dos adversários e lá se vai o controle da situação.

Começam a insultar toda a gente e pensam que isso lhes vai dar uma vantagem sobre todos. Já vi alguns jogadores a mostrar os seus winrates, só para provar que são bons jogadores nesses limites.

Será que é algo vantajoso se todos os adversários souberem que tu és um jogador ganhador? Porque é que não deixam os fishes continuar a ser fishes? Será que precisam de o insultar, fazendo com que ele abandone a mesa e deixe assim entrar um TAG para o seu lugar?

Será que tenho que lhe mostrar os seus próprios erros, para o tornar assim num melhor jogador? Não é melhor que ele continue a fazer jogadas burras?

Será que preciso de insultar um TAG por ele ter acertado numa carta com alguma sorte e que de outra forma teria jogado de maneira diferente? No poker, conseguir saber se uma determinada acção é +EV é de grande interesse para nós. Será +EV entrar em tilt no chat? Vou tirar alguma vantagem desse facto?

Para além disso, como é que um jogador se vai concentrar nas suas outras mesas e no seu melhor jogo se ele estiver preocupado com o que se está a passar no chat? Ele não consegue! Ninguém é capaz de me garantir que se começar a manter conversas no chat inflamadas, também vai conseguir continuar concentrado no seu melhor jogo. Qualquer pessoa que se enerve vai entrar em tilt e com isso perde a capacidade para tomar decisões concentradas e correctas.

Como é que podemos evitar isto? Ou desligamos completamente o chat ou então não escrevemos nada mais para além do normal "nh" ou um amigável "hello". Quem conseguir reparar que vai quebrar esta regra, deve utilizar medidas mais extremas. O nosso objectivo é evitar a entrada em tilt. Devem por isso desligar completamente o chat concentrarem-se em jogar poker.
AUTO-CONTROLE DEPOIS DO JOGO

Desde que tenham a certeza de que estão a jogar bem, vocês vão estar mais habilitados para lidar com os swings inerentes a um jogo de poker e evitar assim entrar em tilt. Contudo, o que é que devem fazer se não têm assim tanta certeza? Todas as pessoas sabem o seguinte, mas mesmo assim eu vou mencioná-las:

  • 1. Avaliação de mãos

    Deixem outros avaliar as vossas mãos se estiverem cheios de incertezas. Podem até dar um passo mais em frente e salvar todas as mãos que jogaram em tilt para depois colocarem as mesmas no fórum. Deixem os vossos companheiros de fórum dizer quantas vezes é que fizeram fracos calls em tilt. Podem depois considerar se deixam de fazer posts de mãos e continuam a fazer jogadas em tilt, ou então param de entrar em tilt porque sabem que vão ser "castigados" pelos vossos companheiros.

  • É uma desvantagem se os outros jogadores conhecerem as vossas mãos mal jogadas? Não! Tanto vocês como eles vão aprender com esses erros. Não têm que provar nada a ninguém. Só querem jogar um poker de sucesso. Para isso será necessário que invistam muito tempo e muito trabalho.

  • 2. Gravar videos

    Gravem um video e depois coloquem-no online. Encarem todas as críticas que vos são feitas seriamente. Se gravarem um video em que jogaram bastante mal, devem definitivamente colocá-lo onlie!

  • 3. Deixem outras pessoas observá-los a jogar

    Oura boa possibilidade é deixar outras pessoas assistir aos vossos jogos. Não interessa quem eles são, pois só o facto de terem que estar a explicar os vossos movimentos já vai ajudar a descobrir os vossos movimentos que vos podem levar a entrar em tilt. Talvez comecem até a jogar de uma forma completamente diferente que se adeque muito melhor ao vosso estilo de jogo. Isto, como é lógico, também deve ser implementado nas sessões em que estão a jogar sozinhos!

CASH OUTS

Os Cahsouts também podem ajudar a não entrar em tilt. As pessoas sentem-se logo mal se pensarem que tudo aquilo pelo qual batalharam arduamente pode ser colocado em risco porque já se imaginam a ir à falência numa jogada de moeda ao ar. Aquilo que tem mais peso na sua consciência é o bankroll, e se esse diminui também vai diminuir a sua auto-confiança.

Façam um pequeno cashout e comprem algo agradável. Preferencialmente algo que possam ter sempre perto de vós quando estão a jogar poker. Talvez um novo monitor, um novo teclado, ou algo do género. Vão estar sempre conscientes de que são jogadores ganhadores, porque compraram estas coisas através de dinheiro que ganharam a jogar poker.


» CONCLUSÃO

Todas as pessoas devem pensar seriamente se todos estes argumentos se aplicam a si. Na realidade, já todos os jogadores de poker devem ter passado por estas experiências - pois elas fazem parte do dia-a-dia da vida de um jogador de poker. Talvez existam algumas coisas que vos possam ajudar a jogar com mais auto-confiança no futuro e assim estarem sempre no vosso melhor. Se este for o caso, poucos serão aqueles que não conseguirão alcançar uma carreira no mundo do poker com sucesso.

 

Comentários (9)

#1 SauloFRoes, 03.09.08 14:42

Fechou com chave de ouro!!

#2 jribeiros, 31.12.08 00:08

muito bom, gostei

#3 GOBBATO, 04.09.09 17:47

Psicologia é sempre psicologia... depende de quem sabe usar.. para tirar proveito... não importa a situação. Freud explica...

#4 ilmab, 25.05.10 21:52

Exelente artigo.

#5 leomalaco, 02.01.11 12:02

very good

#6 easptc16, 12.01.11 17:47

ajudou bastante ,<br /> cada dia mais to controlando meu tilt .<br /> e já tem umas 3 ou 4 sessoes que levo uma bad terrivel , e não entrar em tilt.<br /> E consigo melhorar o jogo e recuperar , e ainda sair ganhando .

#7 reginaldo172, 01.03.11 11:58

Parabéns, pokerstrategy sempre nos ajudando a melhorar o nosso jogo, vlw

#8 Brubaker1982, 29.06.12 19:47

Marcando como lido...

#9 Agosfc, 07.03.13 14:19

Vou salvar estes artigos, imprimir e colar ao lado do meu monitor :)