Sucesso a longo prazo no Poker Online com estratégias vencedoras – inscreve-te já grátis!

As melhores estratégias Com a estratégia correta, o poker torna-se numa brincadeira. Os nossos autores mostram passo a passo como funciona.

As cabeças mais espertas Aprende em conjunto com os mais bem sucedidos jogadores de poker nos treinos ao vivo e no fórum.

Dinheiro de Poker Grátis A PokerStrategy.com é completamente gratuita. Para além disso espera-te dinheiro de poker grátis.

Já és membro da PokerStrategy.com? Faz o login aqui

EstratégiaOutros Tipos de Jogo

Quais as diferenças para o Texas Hold'em?

Introdução

Neste artigo
  • A posição relativa pode variar em uma mão
  • Freecard-Plays não têm sentido na maioria das vezes
  • Um open limp não é um crime

Enquanto que ao passar de Texas Hold’em para Omaha ainda podes tirar partido da experiência em Hold’em, no Seven Card Stud isso não acontece. Seven Card Stud na variante split Hi/Lo é um jogo completamente diferente, que tens de aprender a partir do básico.

Isso também poderá ser uma vantagem relativamente à passagem para Omaha, se observarmos como é comum jogadores apaixonados de Hold’em fazerem mal os seus cálculos, porque não conseguem abstrair-se do seu "pensamento Hold’em" por exemplo na avaliação das mãos ou textura da board no Omaha.

Este artigo mostra-te algumas diferenças importantes entre o Seven Card Stud Hi/Lo e o Texas Hold’em.

Posição

Ao contrário do que acontece em Hold'em, as posições em uma mesa de Stud não são determinadas pelo botão de dealer. O primeiro a jogar depende das cartas visíveis. Depois desse jogador ter falado, segue-se como habitual no sentido dos ponteiros do relógio. A isto segue-se o facto de que também no Stud é importante ter boa posição sobre os vários tipos de jogadores na mesa.

É aconselhável ter os jogadores mais agressivos à tua direita. Assim, na 3ª street já saberás se eles irão querer participar no pote e poderás agir de acordo com a situação. Contudo, se eles estiverem à esquerda, e tiveram um Ás como carta aberta, terás que reduzir o teu leque de mãos iniciais, já que eles terão um leque de mãos alargado para te fazer reraise.

Ter à direita jogadores loose-passive também é bom, para os conseguires isolar. Ao contrário do que acontece no Hold'em, depois de um limp apenas podes apostar uma SB completa em vez das duas small bets, desta forma tens muito menos fold equity contra as mãos atrás de ti.

Outra vantagem em teres os jogadores agressivos à direita será mais visível nas streets mais tardias. Podes usar seus raises ou check/raises para tirares outros jogadores da luta pelo pote.

Se à direita só tiveres jogadores passivos, que apenas jogam mãos fortes, então este estilo de jogo perde o seu valor, pois arriscas-te a que nas streets a ação seja passada de jogador para jogador ou que fiques isolado contra uma mão melhor.

Posição no Heads-up nas Streets tardias

Se no Stud8 estás heads-up a partir da 4ª street, nenhum dos jogadores pode partir do princípio que está em vantagem posicional, como seria o caso no Hold’em.

Se uma Hi-hand joga contra uma Lo-hand, é por norma a Lo-hand que está em posição. Isto leva a que a Lo-hand, possa optar por apostar ou por freecards quando a board se desenvolve a seu favor, já que a maioria dos jogadores com uma Hi-hand na 5ª street não irão apostar em uma board com três Lo-cards.

Se dois jogadores jogam Lo-hands, então a posição pode variar consoante o decorrer do jogo. Na maioria das vezes irá, ao contrário do Stud Hi, estar em posição a melhor mão. Aqui é preciso teres em atenção que um raise com a intenção de na próxima street conseguir uma freecard, é para ser feito com cuidado, pois na maioria das vezes ficarás de repente sem posição quando precisas de uma freecard (não acertas nada, e o oponente sim).

Se dois Hi-hands jogam um contra o outro, é normalmente a melhor mão que está fora de posição e irá liderar, para deixar a Hi-hand mais fraca pagar os seus Draws. Podes aproveitar isso com uma Hi-hand escondida, por exemplo com um par mais alto, que a Upcard do oponente, para por exemplo fazer slowplay na 4ª street e fazer raise na 5ª street.

Iniciativa

No Hold‘em a iniciativa é muito importante, pois permite-te através de uma agressão contínua (Continuation Bets) arrecadar mais potes, nos quais nenhum dos lados acertou uma boa mão. No Stud8 a board é muito mais importante que a iniciativa. Se completas a 3ª street com uma upcard baixa e o oponente dá call também com uma Lo-card aberta, então não faz qualquer sentido apostar, se acertas uma carta má como por exemplo uma Dama e o oponente recebeu uma Lo-card. O oponente viu que provavelmente tens uma mão pior que a dele. Fazer contibets às cegas é uma das falhas mais comuns dos jogadores de Hold’em quando fazem a transição para os Stud games.

Mais ainda, aproveitar a iniciativa para obter Freecard-Plays é muitas vezes impróprio. Mesmo quando o oponente segura uma Hi-hand e tu uma Lo-hand e assim não te encontras fora de posição na próxima street, ele irá muitas vezes jogar à donk na próxima street, se acertas uma carta da qual não te ajuda. Isto significa que não irás conseguir uma freecard, quando precisas dela.

Complete vs Limp

No jogo agressivo dos dias que correm nos Hold’em-Games um open limp é quase um pecado mortal. No Stud8 não é esse o caso. Através das antes consegues boas odds para um limp com Lo-hands, que se jogam muito bem multiway, mas não são monstros, o que faz com que seja melhor fazer limp de posições iniciais ou médias, para evitar seres isolado contra um reraise de uma Hi-hand.

Com mãos fortes deves naturalmente fazer raise por value mas com mãos medianas deves sempre perguntar-te se preferes manter os outros jogadores na mão ou não. De posição final já não deves fazer open limp, já que a possibilidade de ganhar as antes diretamente, aqui se tornam mais atrativas. Sabe mais sobre este assunto no artigo sobre Como jogar a 3ª street: Clica aqui para o artigo

Resumo

Stud8 é simplesmente diferente de Hold’em. O jogo agressivo que conheces do Texas Hold’em, aqui, nem sempre é primeira opção. Já que a posição e com isso a sequência dos jogadores a jogar em cada ronda é definida de forma diferente; a posição relativa dos jogadores entre si também pode mudar em uma mão; por outro lado os jogadores podem ver grande parte das tuas cartas, o que requer um estilo de jogo diferente.

Não irás conseguir aplicar muito do que conheces do Texas Hold’em e também não o deves fazer. A problemática das excessivas continuation bets e as frequentes Freecard-Plays foram já referidas neste artigo.

Contudo, outras coisas como os princípios básicos do poker, outs, odds, pot odds, psicologia do adversário, um ou outro move ou fundamentos como uma gestão de banca sólida poderão ser transportados para o Stud8. Por isso, não começas do zero, mas convém teres as diferenças entre as duas variantes bem presentes.